quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A Melhor e Maior Benção


Minha amiga Pri postou esse texto no FB do marido:

Para o pai mais incrível que eu conheço e que tive a sorte de conhecer para ser o pai do meu filho :) ... substitua a palavra mãe pela palavra pai :) e esse texto é para a gente :)

"Respire. Você será mãe por toda a vida. Ensine as coisas importantes. As de verdade. A pular poças de água, a observar os bichinhos, a dar beijos de borboleta e abraços bem fortes. Não se esqueça desses abraços e não os negue nunca. Pode ser que daqui a alguns anos, os abraços que você sinta falta sejam aqueles que você não deu. Diga ao seu filho o quanto você o ama, sempre que pensar nisso. Deixe ele imaginar. Imagine com ele. As paredes podem ser pintadas de novo, as coisas quebram e são substituídas. Os gritos da mãe doem pra sempre. Você pode lavar os pratos mais tarde. Enquanto você limpa, ele cresce. Ele não precisa de tantos brinquedos. Trabalhe menos e ame mais. E acima de tudo, respire. Você será mãe por toda a vida. Ele será criança só uma vez."

Achei simples, profundo e verdadeiro e quis compartilhar com todos os pais e mães que existem por aí; e dizer que me sinto abençoada, por “lá em cima” ter escolhido meu pai e aqui embaixo ter escolhido meu marido!!! Não dividiria essa experiência com nenhuma outra pessoa que não fosse ele!!!!

Pri, faço das suas palavras as nossas!!!! ;)))

domingo, 28 de outubro de 2012

Português ou Embromês?


Branca trabalha numa loja de decoração no Rio de Janeiro e ontem liguei para ela pedindo que contasse algumas pérolas que são ditas pelos clientes e/ou fornecedores.
Vamos a elas:

Vidro jateado é vidro chateado.

Aglomerado é conglomerado.

Lavabo é lavabliú.

Closet é Clóvis.

Aviso prévio é aviso breve.

Ambiente empoeirado (obra); vira ambiente pueril.

Agora a MELHOR DE TODAS; que eu rí muito:
Um militar de alta patente foi em sua loja de decoração e relatando a viagem que fez recentemente a Assis na Itália; disse que o que mais gostou ao entrar na Igreja foi ver o Teto Abobalhado!!! Rsrsrs

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Um Amor sem Palavras



Esse livro me emocionou e escrevo aqui recomendando.
É a historia de um negro jovem, alto e surdo e uma moça branca, bonita e com um retardo mental.

O livro começa com ambos em fuga de uma instituição para deficientes, pedindo abrigo num dia de chuva torrencial na casa de uma professora viúva aposentada... Depois de abrir a porta, a boa senhora descobre que junto com eles tem um bebê!! A polícia bate na porta e o jovem consegue fugir, a moça não teve a mesma sorte e é capturada. O bebê não é visto e antes de partir a jovem diz:
- Esconde ela.
E assim começa a trama...

O que serviu de inspiração para a criação do livro; foi que ainda menina, a autora; Rachel Simon em 1972 assistindo a TV com a  irmã Beth que tem deficiência intelectual, viram um jovem chamado Geraldo Rivera, que, com a ajuda de uma chave roubada e uma câmera especial, entrou na Willowbrook State School e fez uma matéria denunciando a instituição com imagens que horrorizaram a nação inteira. O pai de Beth afirmava que ela nunca viveria numa instituição; por motivos pessoais. Quando criança, por conta da Grande Depressão, foi enviado com o irmão pelo pai viúvo para um orfanato. Apesar de terem sido razoavelmente bem tratados o pai das meninas dizia: “Quando você vive numa instituição, você sabe no fundo de seu coração que você realmente não é amado”.

Uma história comovente, que apesar de fictícia trata de assuntos verídicos e perturbadores.

Bom demais; li em dois dias, não consegui largar!!!
A pergunta mais bonita e triste do livro:
- Quantos dariam qualquer coisa no mundo para ser abraçados pela pessoa que amam?
Nesse momento as lágrimas rolaram... Fiquei imaginando os desencontros e perdas que as pessoas sofrem na vida...

Uma aula de generosidade, perseverança, bondade e superação.
O livro está a venda em qualquer livraria brasileira; acabei de ganhar!!!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Dubai by Me


Eu não vou ficar falando do que vocês podem encontrar no Wikipidia ou o que é obvio; mas quem pensa em vir um dia deixo uma listinha com os meus inputs:

.Emirates Airlines – O avião não é muito diferente não, mas duas coisas me chamaram atenção; a forma como eles posicionam a bandeja, que fica impossível ficar aquele acúmulo de poeira nojenta, quando se olha dentro do buraco e que vemos nos demais aviões; os árabes foram mais inteligentes, aqui ela sai na diagonal. A outra é para quem voa de primeira classe e executiva. Um passe para não pegar a fila da imigração!

.Dubai Mall – Maior do mundo. Achei grande demais e difícil de se situar...

.Emirates Mall – “Menorzinho” e mais agradável. O tal com pista de esqui.. Engraçado que no restaurante em frente, que fica FORA do vidro, além deles servirem fondue, tem umas lareiras de tijolinho com uma TV de plasma com a imagem de fogo!

.Burj Khalifa – O prédio mais alto do mundo e o elevador mais rápido. Aqui vai A DICA DE OURO: Para quem é turista organizado, reserve a subida com no mínimo 15 dias de antecedência. Se esse não for o seu caso, nem tudo esta perdido, mas vai desembolsar por pessoa 4 vezes o valor do ticket!

.“Safári” com jantar no Deserto – Várias caminhonetes brancas, com motoristas qualificados, pois precisam de uma licença especial para derrapar nas dunas, andar à toda velocidade nos sobes e desces e em pelo menos dois momentos dando a sensação que vamos capotar... Para “criar” um clima colocam música beduína nas alturas e as crianças amam!!! Depois de uns 30 minutos de “rali” vamos para o famoso JANTAR NO DESERTO com show de dança do ventre!!! Hahahaha!!! Pratos e talheres de plástico, comida de baixa qualidade e show com UMA dançarina, que depois eu descobri ser RUSSA!!!!! Mas faria tudo de novo!!! Conhecemos um casal de chineses e o marido me contou que veio a trabalho há dois anos atrás e que fez o mesmo programa com uma outra companhia e que o esquema era IGUAL!!! Uma dançarina, talheres plásticos e comida ruim!!! Se vão esperando requinte, esqueçam!!!


.Gold Souk e de Especiarias – No bazar de especiarias, têm-se a chance de conhecer o lado pobre da cidade, no de ouro as opções são enormes, colares, pulseiras, bolsas, cintos... mas o ouro oferecido na sua maioria é de 22 quilates. É um feitiço para a cabeça das mulheres... Me senti engolfada por uma névoa e esqueci filhas, marido... Parecia que estava em transe... Queria experimentar tudo... Felizmente durou pouquíssimo, até a maior dizer que estava EXAUSTA e que queria ir embora. Até se ofereceu para voltar comigo no dia seguinte, mas não quero não...

.Os nossos “amigos bacanas”, que diziam ter vindo a Dubai, nenhum ficava no hotel da vela, o de 7 estrelas ( Burj Al Arab) e eu não conseguia entender!!! Agora ficou bem claro, o hotel não é para criança é ele sozinho e ponto!!! Melhor ficar com os pequenos em um que oferece kids club, diversos restaurantes e diversão!!! Ficamos no hotel ao lado do da vela (é considerada a melhor praia: Jumeirah; o hotel se chama Madinat Jumeirah e tem até um souk próprio). A agua é cristalina e para quem é como eu e gosta dela quentinha, o lugar é aqui!!!

.Visitar a Palmeira também se faz necessário, pois aprendi com minha filha que foi considerada a oitava maravilha do mundo. De carro da para ter uma noção do que são os troncos e as folhas. É nela que fica o Hotel Atlantis; que por aqui é considerado um hotel simples.

.Não caiam em duas roubadas que eu cai; a primeira foi querer conhecer aonde o pessoal mais simples fazia compras; chama-se Al Karama! O bairro, achei de conhecer, é aonde a classe C mora. O comércio fica em uma rua com uma loja ao lado da outra, mas os vendedores avançam em você!!! Teve um que se eu virasse de perfil e fizesse biquinho, beijava na boca!!! Um equivalente a 24 de Maio ou Rua da Alfândega. Muita cópia de tudo, até Cavalli com o tecido assinado... O outro foi o Dragon Mart, um shopping 100% com produtos chineses. Assim que se entra no shopping uma das primeiras lojas do lado esquerdo vale à pena para quem FAZ bijuteria; de resto é perda de tempo!!! Muita tranqueira!!!! Pedi para tirar foto, mas fui proibida!!!

.Vale também dar um passeio pela Enseada, fazer uma tatuagem de henna e tudo isso que nós turistas amamos...

No mais, nunca vi uma cidade com tantas gruas. Entrando na internet para saber um pouco mais, reza a lenda que 1/3 dos guindastes do mundo estão aqui... e vou dizer que acredito!!!!
A arquitetura tb é curiosa, não existe uma regra, a sensação é a de que cada um faz o prédio como quer...

Essa info foi dada pelo nosso guia; 1/3 da população de Dubai é constituída de árabes; o restante dos estrangeiros em primeiro lugar são de indianos, com aquele inglês facílimo de entender (rsrs), seguidos de perto por paquistaneses. Na crise de 2008, foram encontrados no aeroporto 3 mil carros abandonados! As pessoas se viram sem emprego de uma hora para outra e não tinham como pagar seus financiamentos. Aqui, inadimplência dá cadeia e o jeito foi largar tudo e fugir! Claro que nunca mais pisam aqui, ficam proibidos de entrar no país.

Como eu também quero voltar, vou me abster de qualquer comentário em relação as vestimentas... Apenas aceitar e respeitar os costumes, mas que agradeço a Deus por ser brasileira, isso agradeço!!!!!!!

O melhor de Dubai é que o sol SEMPRE aparece! Dizem que chove de dois a três dias por ano aqui!!! Perfeito para programar férias e não ter que se preocupar com São Pedro!!!!

Agora vou me encher de protetor e aproveitar nosso último dia de sol e férias...    ;)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Hotel Particulier Concept Store


Ontem fui num almoço de comemoração de aniversário e achei o local original: o restaurante do aeroporto de Genebra, cujo nome é Altitude!!! Mas não fiquem achando que por ser no aeroporto é ruim não... pelo contrário, é ótimo. Tudo é uma questão de referência e a minha era a do Galeão... Affff! Essa amiga tem bom gosto e foi feliz na escolha.  Assisti os aviões decolarem sem um pingo de barulho; o vidro devia ter uns 20 cm de espessura. Falei que a comida era ótima? ;)

Gente conhecida, discurso emocionante e a aniversariante me puxa de lado e diz:
- Você não adora moda? Vou te apresentar uma amiga que tem a melhor loja multimarca de Zermatt (estação de esqui Suíça alemã). O nome da loja é Luma.
Apresentações feitas, ela me deixa conversando com uma simpática brasileira chamada Magda. Perguntei o que poderia encontrar no estabelecimento dela.

A moça contou que representava vários nomes como Alberta Ferreti, Dior, Missoni...; mas que no final do mês; uma marca sempre vendia MAIS do que todas as outras. Mudou a estratégia e atualmente 40% da loja é composta de sua marca mais procurada:


Eu nunca tinha ouvido falar e avisei que a primeira coisa que faria quando chegasse em casa seria “googar”.

G O S T E I!!!!!! E compartilhei!!!!
Deixo link e fotos da coleção atual:

Os donos...



Fotos do restaurante; para sair do imaginário...


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Vale D'Aosta


Para quem mora em Genebra, ir para o Vale d’Aosta é conveniente; pois em uma hora e meia, de porta à porta de carro, “passa-se” por 3 países diferentes (Suíça, França e Itália). Para nós que estamos morando aqui é  gostoso dar uma escapada e eventualmente estar sob influência latina e com boa gastronomia, já que em qualquer esquina, se encontra uma cantina e se come no mínimo, uma refeição nota 7.

Adoro risoto e fico pasma com a dificuldade que a maioria dos restaurantes pelo globo, tem em acertar aquele ponto perfeito do al dente. Isso lá praticamente não acontece...

A companhia “make or break” uma viagem e tivemos muita sorte!! Fomos com dois amigos que moram em Israel. Um deles, veio dar uma palestra sobre os refugiados do Sudão, Eritréia e outros países africanos, que migram para Israel em busca de asilo e fazem a travessia à pé pelo deserto do Sinai (mais de 1.000 km passando pelo Egito até chegar em Israel). Muitos são explorados pelos beduínos da região em troca de ajuda para chegar a fronteira. Várias mulheres são violentadas sexualmente e chegam em Israel grávidas. Os que conseguem, se vêem apenas com a roupa do corpo, sem um tostão e não falando uma palavra de hebraico. A função do nosso amigo é reinserir essas pessoas na sociedade... Pois é... tem muita gente legal no mundo e foi um prazer conhecer esse “anjo” que dedica a vida a trabalhar com minorias... LINDO trabalho!!! Depois da palestra na ONU, que foi um sucesso, começamos nossa viagem!!!!

Passamos por Courmayer (Itália) que é uma graça e fomos para o nosso destino que era La Salle. O outro amigo, esse já de LONGA data, não teve filhos e resolveu perturbar as nossas filhas...

Como? Colocando medo nelas. O hotel tinha uma vibe completamente fantasmagórica. Sabe aqueles retratos que eram pintados em 1850? Pois o hotel era cheio desses espalhados por TUDO!!!! A peste resolveu dizer para as meninas que à noite, se elas olhassem bem, os olhos dos quadros se mexeriam. Pronto!!! Bastou para que elas não quisessem mais andar pelo hotel sozinhas... Só andavam em pares...

No restaurante do hotel, comi o melhor risoto da vida. Um muiiiito light de queijo fundido aromatizado com bacon.

A intenção da viagem era ver o Vale, para quem gosta desse tipo de formação geográfica é de cair o queixo. O outro objetivo era subir nos dois teleféricos e estar no ponto mais alto da Europa (Mont-Blanc) e aproveitar o visual. Subimos no último dia do verão (22 de setembro) e lá em cima fazia 5 graus e muita neve. Portanto, a dica de ouro é: LEVEM CASACO em qualquer estação do ano!

No mais, a viagem foi ótima e já avisei que com esses dois vou até para Marte!!!!


Deixo umas fotos:
Vista do Quarto


No Topo...
Adorei a idéia desse banco de snowboard

Laurinha entre o anjo (azul) e o diabo (vermelho):
Edy, Laura e Yiftach

Hotel: 


Aqui, disponibilizo um link sobre a questão da travessia, mas vou logo avisando que EU NÃO TIVE ESTÔMAGO para assistir o vídeo inteiro; apenas ouvi!!! Me deu uma tristeza profunda...
Mas é fundamental “sair da bolha” e saber o que rola por aí... AVISO AS IMAGENS SÃO CHOCANTES; in a very bad way...  :
Para quem quiser sair da bolha...



Por último, a título de curiosidade o link da ONG que o Yiftach fundou:

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Dicas para se Proteger das Energias Negativas


Atenção, esse texto NÃO foi escrito por mim!!! Apenas achei interessante... Não consegui descobrir o autor, mas quis repassar:

“Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano. Procurar fugir delas é besteira. Ela nos alcança em qualquer lugar do planeta. Mas, podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências.

Abaixo seguem seis dicas pessoais para começar a combatê-las.

1. NÃO TEMER NINGUÉM:

Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o medo. Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques. Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em seus potenciais, temer significa falta de fé. O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis as forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso. Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA:

Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor. A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade. Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas. Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido. Sustente as suas vitórias, sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA:

Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio. Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: Quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido. Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso. Ao invés de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente? Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem? Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO:

A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a "Auto-obsessão". A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem pautadas pelo respeito mútuo. Mas grande parte dos problemas  existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos. 'Auto-obsessão' significa não se gostar, não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós. Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros. Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível.  A força interior é nossa maior defesa.


5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS:

As flechas não alcançam o céu. Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros. Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível  faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam. Essa é a melhor forma de criar 'incompatibilidade' com as forças do mal e energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS:

As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo são as portas que levam à nossa alma; ou seja, a "mente" e o "coração". Além de manter o coração e mente sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas. Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida.”

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Festa no Castelo


Há mais de um mês, estou sabendo que um grande amigo vinha para a Europa e que ficaria hospedado no castelo de um outro amigo. Tirando o curioso fato de se ter no grupo um amigo que tem um castelo na França, estava feliz de poder encontrar com eles durante o final de semana e claro conhecer o famoso lugar!!!

Até então isso era tudo que eu sabia; que dia 5 de outubro estaríamos na França encontrando essa turma.

Na quinta, véspera da viagem, Fabio me liga ao meio-dia dizendo:
- Acabei de falar com nosso anfitrião e perguntei qual seria o “dress code”.

Eu sabia que teríamos um concerto e no dia seguinte uma festinha; mas imaginei que uma bela calça com uma blusa transada resolveriam minha vida... Percebendo a aflição na voz do meu marido perguntei:
- E...
- Terno na sexta e blazer no sábado!!! Olga, você tem que ir bonitinha... 
Ele NUNCA me disse isso... 
Na linguagem do Fá, bonitinha deveria significar:
Vai ser arrumado à beça, pegue seus longos!!!!

Como por aqui, a quantidade de eventos desse tipo é ínfima, na última ida ao Brasil resolvi deixar as roupas mais bacanas lá; levei quase tudo. Por sorte, deixei uma saia de tafetá preta por aqui para qualquer emergência!!! Mas e a outra roupa???

- Ahhhh Fabio; você só pode estar brincando.
- Eu pensei a mesma coisa quando ele disse isso, quase falei: - pára de brincadeira!!!! Mas pelo visto a coisa vai ser grande; é a comemoração dos 70 anos dele!!!!
- Q U E  M A R A V I L H A!!!! (Querendo enforcar...) E você me avisa isso agora??? Estou saindo para o aniversário da Alberta, à tarde combinei de levar a Laura no centro e à noite tem o jantar das brasileiras. Ou seja, não vou ter tempo de sair para comprar NADA!!!!! Viajamos amanhã de manhã!!!!!

Nessas horas, o que consola é o seguinte:
Não vou conhecer ninguém mesmo... seja o que Deus quiser...

No fim do dia, desci na cave e achei um vestido que nem lembrava estar aqui. Foi ele que me salvou... Apesar de arrastar no chão e TODOS os sapatos altos estarem no Rio, resolvi ir com ele mesmo assim.

Nunca em 1000 anos pensei que teria um final de semana tão surreal e diferente ao que estamos acostumados...

À noite, nos arrumamos para o concerto de música clássica que seria na igreja... Chopin, Debussy e outros... Na saída, fomos convidados para um jantar na casa dele; sabíamos que o “famoso castelo” seria no dia seguinte...

Chegando na “casa”, fiquei com uma certa dificuldade em me situar, de saber aonde eu estava...  Aquilo não tinha cara de casa...
Primeiro passamos por um portão GIGANTESCO; com portas de 6 metros de altura com argolas de ferro pesadas. No pátio, uma escultura de mármore com uma escadaria que nos conduzia ao andar de cima...

Peraí, aonde eu estou? Que lugar é esse? Nosso amigo, além de um castelo, tem um PALÁCIO?
A melhor descrição, é a de Versailles em miniatura!!! Miniatura para Versailles, mas para qualquer um, um palácio imenso!!!!
TUDO IMACULADAMENTE CONSERVADO!!!! COM CARA DE NOVOOOO!!!! Lindo!!!! A biblioteca tinha uma parte trancada, com livros de 1200 que só podem ser vistos colocando luva!!!
Vou confessar que não fiz meu dever de casa direito, deveria ter feito mais perguntas, mas estava tão bombardeada de informação visual, que resolvi apenas curtir o que ví.
 Lá pelas tantas ouvi alguém dizer. Esse quadro daqui é um Renoir; esse daqui... e apontando para outro continuou a falar... aí já não consegui ouvir mais nada, foram se afastando...
O pé direito era de 8 metros, por aí dá para ter uma noção do tamanho das telas. Fiquei imaginando a quantidade de obras que vi espalhadas pelos salões, quartos, biblioteca... E a quantidade de tecidos originais brocados??? E os móveis??? E as tapeçarias e adornos???? 
O lugar simplesmente não tem preço, eu estava num pedaço da história...

Durante o jantar, me contaram que a avó do nosso anfitrião, depois de se indispor com o bispo da igreja, resolveu construir sua própria catedral (aonde foi o concerto)!!! SIMPLES ASSIM!!!!

No dia seguinte, a comemoração seria para um grupo menor ainda; um jantar sentado para 70 pessoas. Todos pegamos os carros e dirigimos em direção ao campo.
Como todo bom castelo, esse também se situava no alto da colina e tinha em um dos jardins, aquele labirinto de arbustos bem característico; além de sala das armas, armaduras, biblioteca, quartos e mais quartos... Se não me engano, mais de 40...

O jantar foi numa mesa em U para 70; com lugares marcados e intercalando um homem e uma mulher; sendo assim, ao meu lado, puseram o “príncipe”; o filho de nosso amigo, já na casa dos 30. A mulherada ACOMPANHADA, ostensivamente jogando charme para o moço... e eu estrategicamente posicionada vendo tudo... UM ESCÂNDALO!!!! Me senti transportada no tempo; mais precisamente na corte, com direito a assistir flertes proibidos e tudo... 
O pai, que adora o Fabio, depois me contou ter posto o rapaz na frente dele, na esperança de que comecem uma amizade...

Vinhos de 1971 eram servidos como se fossem água e as rolhas de champanhe estouravam que nem fogos de artifício. Qualquer dúvida que eu tinha, lá ia eu me consultar com o “príncipe”; que apesar de ser francês, fala português fluente, pois há poucos anos está morando no Brasil.
Durante o jantar contou que um dos vinhos servidos, foi feito na vinícola deles (claro!), que o castelo começou a ser construído no século XIII e que o senhor que levantou para fazer o brinde era um velho amigo da família, que se empolgou, fez o discurso em italiano (sim, o moço também falava italiano) e começou a falar DELE próprio. O melhor foi quando eu perguntei o que ele fazia no Brasil e ele sério respondeu:
- Baladas e drogas.
Depois começou a rir...

Para garantir a privacidade de nossos amigos, não vou colocar fotos... Me arrependo de não ter feito uma do jantar no salão principal... A mesa estava escandalosamente bonita; decorada em vermelho e servida à francesa com os empregados de libré. 

No dia seguinte, os convidados fariam um passeio pelas vinícolas, mas acabamos cedendo aos apelos das pequenas e voltando para casa; estamos há 4 horas de carro. Recebemos um novo convite para voltar, só que desta vez levando as fofas.

 Dessa experiência, além de tudo acima descrito, levamos conosco 3 novos amigos “de infância”; mas esses quem sabe não viram um post???

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Alegria Com Hora Marcada


Acredito que com a idade, nossas características (“qualidades e defeitos”) vão se acentuando.
Eu por exemplo sempre tive dificuldade com: 
Alegria com hora marcada. O que significa isso? Vamos lá:

Copa do Mundo:
Adooooro!!!! Mas quando o Brasil faz um gol eu não consigo gritar, pular e abraçar o amigo do lado!!! Fico feliz, mas enquanto todos se abraçam eu fico olhando...

Réveillon:
Amoooo!!!! Uma delícia poder colocar novas metas, fazer promessas e brindar o ano que chega.
Mas... quando falta 1 minuto para a virada, já “suo frio”. 
Um monte de gente me abraçando, beijando, comemorando... e eu lá, com cara de tacho... Feliz por estar com a família e os amigos, mas muito sem graça de não conseguir fazer aquele carnaval todo!!!

Aniversário:
Pânico de parabéns!!!! Aqui em casa, já fazem de propósito!!!

E por último e mais frequente:
Tirar foto!!!! Podem reparar... na maioria das vezes ou saio de costas ou de lado!!!! Só assim para conseguir um clique espontâneo meu!!!! Sorrir para a câmera está fora de cogitação!!! Admiro tanto quem olha para uma máquina e já abre aquele sorrisão...

Acabei de chegar de uma reuniãozinha com 5 amigas brasileiras!!! No final a anfitriã disse:
Vamos fazer uma foto.
Ok, também não sou indelicada. Tiro a fotografia mas nem quero ver como saí.

Ela dizia assim:
- Aperta Olga!!!
E eu espremia a Zuca que estava ao meu lado.
- Aperta Olga!!!
Como ela estava esticando o braço para tentar um clique de nós 6, pensei em ficar atrás de uma delas, por achar que todas não cabiam na foto.
No último:
- Aperta Olga (dessa vez mais alto).
Lá fui eu para a frente da turma e me abaixei.

Foi quando uma se jogou no chão de tanto rir e dizer que estava quase fazendo pipi nas calças; e aí pude FINALMENTE compreender que o quê minha amiga queria, era que, enquanto ela segurava o Iphone, eu APERTASSE o BOTÃO e tirasse a foto!!!!!!  

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Volta por Cima


Estamos hospedando amigos de SP e Israel e no jantar um deles me disse:

- Olga, você tinha que conhecer uma amigona minha que eu adoro chamada Mara Gabrilli. Ela tem uma coluna na TPM; a revista feminina da TRIP e um programa na Rádio Eldorado FM. Seu jeito de escrever me lembra o dela; a gente sente que vocês escrevem com o coração.
- Obrigada!!! Me fala mais dessa amiga!
- Conheço há séculos!!! Uma pessoa como poucas... Tem uma ONG chamada: Projeto Primeiro Passo.
Aos 26 anos, teve um acidente de carro e ficou tetraplégica.

Eu em silêncio e com pesar, imaginei como deveria ser a vida com uma limitação dessas...

Ele rapidamente me tranqüilizou dizendo que a amiga é totalmente de bem com a vida e me mostrou uma entrevista que dá uma noção sobre ela:

“No dia 21 de agosto de 1994, Mara estava em Trindade, Rio de Janeiro, acompanhada do namorado e do melhor amigo numa viagem de fim de semana. A moça de 26 anos acordou mais cedo e foi sozinha até a praia. Estava triste. Entre outras queixas, o relacionamento não ia bem. Sentada na areia, olhando fixamente para o sol, pediu a Deus para que sua vida mudasse de rumo.

Cerca de 12 horas depois o pedido foi atendido. Correndo um pouco mais do que devia, o namorado perdeu o controle do carro num trecho da serra chamado não por acaso “curva da morte”, e despencou 15 metros barranco abaixo. Durante uma das capotadas, Mara quebrou o pescoço. Desde então, ficou tetraplégica e depende de assistência 24 horas por dia, inclusive para mudar de posição na cama.  
Alguns capítulos desta história você provavelmente conheça em palavras da protagonista, registradas na última página desta publicação desde a primeira edição da TPM, em maio de 2001. Dona da coluna Um Pensamento, é psicóloga, publicitária, secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo e fundadora da ONG Projeto Primeiro (há 7 anos se transformou no Instituto Mara Gabrilli). Ficou também conhecida como “modelo” porque, ironicamente, depois de perder os movimentos do pescoço para baixo, ilustrou as páginas da nossa irmã mais velha, a revista Trip, no primeiro ensaio sensual de uma tetraplégica no Brasil. Era setembro de 2000.”

Deixo um link com o resto da reportagem, uma entrevista muito interessante, onde ela conta sobre o acidente, pipi, cocô e até sexo!!!!

Eu virei fã. Essa entrevista é de 2006; depois disso Mara se tornou deputada federal e obteve a honrosa posição de terceira melhor deputada do Brasil (Revista Veja Janeiro de 2012).
Mara conseguiu significativas melhorias na vida dos cadeirantes e espalha o bem por onde passa.

Assisti várias entrevistas dela no Youtube. No Jô Soares, na Marília Gabriela e outros... Li entrevistas dando search no Google, peguei umas informações de cocheira com amigos de SP e agora escrevo as minhas observações gerais:

Ela conta com assistência diária (24x7) de uma equipe de enfermeiras e fisioterapeutas. Vendo as fotos da TRIP; entendi porque o corpo dela, não tem aquela atrofia que é comum quando não se exercita os membros. Ela deve ser estimulada através de massagens e muita fisioterapia. Disse que após o acidente, queria trabalhar com algo, mas não com o objetivo de ganhar dinheiro; achava um objetivo por si só muito VAZIO. Daí surgiu a idéia da ONG.

Nasceu em uma família abastada paulistana, o pai é dono de empresa de ônibus . Para se locomover, além do carro, conta com seu próprio helicóptero. A cadeira de rodas que usa, ao acionar um botão, levanta e fica na vertical (nunca tinha visto, é incrível!!!). A cadeira tem uma estrutura de sustentação que a deixa em pé. Apesar de não ter os movimentos do pescoço para baixo, diz ter sensações de prazer e fisiológicas (sabe exatamente quando precisa ir ao banheiro).
Tem namorado, muitos amigos e a pessoa favorita na vida é o irmão; inclusive foi através do irmão, que ainda garota conheceu nosso amigo!

Um lição de TUDO!!!!! Humildade, bondade, generosidade e grandiosidade!!!!!! Recomendo que leiam sobre a vida dela, seu trabalho e entrevistas na internet!!!!! Dá uma sensação boa de que nem tudo esta perdido quando se fala em política e poder!!!!!

De tudo que li e escutei, o que mais me sensibilizou, foi quando perguntada sobre a maior tristeza da vida e ela dizer não ser o acidente...